CCES Unicamp

Museu Exploratório de Ciências da Unicamp e CCES organizam oficinas interativas sobre enovelamento de proteínas

O Centro de Computação em Engenharia e Ciências e o Museu Exploratório de Ciências da Unicamp desenvolveram em conjunto oficinas interativas sobre enovelamento de proteínas para jovens de ensino básico e fundamental. As oficinas acontecerão no evento Férias no Museu, que acontecerá entre os dias 1 e 16 de Julho de 2019. Grupos de crianças de 7 e 8 anos, até jovens de 14, anos serão introduzidos à ciência da descoberta da estrutura de proteínas e sua utilidade no entendimento e desenvolvimento de novos medicamentos.

A oficina possui quatro blocos, nas quais as crianças e jovens serão apresentados de forma lúdica a várias etapas do entendimento de uma patologia em nível molecular: 1) diagnóstico diferencial de um envenenamento por animais peçonhentos; 2) identificação de objetos através de projeções e captura de fenômenos do mundo na forma de dados digitais; 3) equipamentos científicos modernos, em visita guiada ao Laboratório Nacional de Luz Síncrotron e, finalmente, 4) modelagem de proteínas usando modelos físicos e projeções, para o reconhecimento de antídotos.

 

As atividades são adaptadas aos diferentes níveis de aprendizado de crianças e jovens em diferentes etapas de desenvolvimento.

O argumento central da oficina interativa é a cura de um paciente que foi picado por um animal peçonhento, inicialmente desconhecido. Reproduzindo ações de médicos ao fazer um diagnóstico diferencial, os jovens identificarão o agente do envenenamento. Essa ação será relacionada com conceitos de árvore de decisão e algoritmos básicos de aprendizagem de máquina. Em seguida, aprenderão que a toxina é uma proteína, molécula com forma específica cuja estrutura  precisa ser determinada para que uma cura seja desenvolvida. A visita ao Laboratório Nacional de Luz Síncrotron apresentará os jovens aos equipamentos mais modernos para a determinação de estruturas de proteínas. Voltando ao Museu, começará a corrida para a descoberta da cura! O desafio será modelar a estrutura da toxina usando modelos físicos, impressos em 3D, da cadeia proteica, buscando a reprodução da sombra da estrutura correta. Por fim, identificada a estrutura, esta se encaixará em um molde que representará o antígeno, necessário para “salvar” o paciente envenenado.

Todas as atividades são interativas e colaborativas, utilizando software, modelos físicos e dinâmicas de grupo desenvolvidas pela equipe do Museu Exploratório de Ciências em parceria com pesquisadores do CCES, e visam representar todas as etapas de um estudo científico moderno na área de modelagem e farmacologia moleculares. Em especial, será demonstrada a importância do uso de recursos tecnológicos e computacionais na ciência moderna, que é tema central do CCES.

Em dois dias de ciência e exploração, as crianças e jovens praticarão os elementos fundamentais do pensamento científico: raciocínio por indução, medidas experimentais, modelagem e aplicações!

Maiores detalhes sobre o evento estão disponíveis em http://www.mc.unicamp.br

Related posts

Pint of Science 2018 – Campinas, Brasil

escience

Avaliando a descrição de interações entre moléculas de água: Influência no comportamento mecânico de gelo

cces cces

Machine Learning for turbulence simulation

cces cces